TRF4
JFRS
JFSC
JFPR
Ajuda para Pesquisa
Intranet
Enviar notícia por e-mailImprimir notíciaNotícias


       



Exército não pode impedir licenciamento de militar que responde a processo por deserção

12/03/2018 16:12:19





O fato de o militar responder pela prática do crime de deserção não pode ser óbice ao licenciamento. Com esse entendimento, o Tribunal Regional Federal da 4ª Região confirmou, no fim de fevereiro, o pedido de um militar temporário do 6° Batalhão de Engenharia de Combate em São Gabriel (RS) para ser licenciado.

O militar foi incorporado ao Exército em março de 2015. No entanto, foi considerado desertor e excluído do serviço ativo, em setembro de 2015. Entretanto, posteriormente foi reincluído, e voltou a cometer crime outras quatro vezes entre 2015 a 2017, sendo sempre reincluído. Atualmente, responde a processo por deserção.

Ao concluir o período legalmente previsto para o serviço militar obrigatório, de 12 meses, solicitou o licenciamento, mas teve o pedido negado.

Então ajuizou ação contra a União solicitando o seu licenciamento das fileiras do Exército, declarando-o quite com o serviço militar obrigatório e fornecendo-lhe o regular certificado de reservista. A 1ª Vara Federal de Santana do Livramento (RS) julgou procedente o pedido.

A União recorreu ao tribunal pedindo a reforma da sentença, alegando que permanência do militar é condição de procedibilidade da ação criminal por deserção.

A relatora do caso, desembargadora federal Vânia Hack de Almeida, manteve o entendimento de primeira instância. “O fato de o militar responder pela prática do crime de deserção não pode ser óbice ao licenciamento, se não há interesse na permanência no serviço militar e houve cumprimento do período legal”, afirmou a magistrada.



» Todas as notícias



TRF4 no Facebook
Siga-nos no Twitter
Assine nosso RSS
Canal do TRF4 no YoutubeTRF4 no Flickr

Notícias Relacionadas

17/10/2018
Via Legal: União deve pagar diferença salarial para militar que exercia cargo de chefia
Mais responsabilidades, mais compromisso, mais empenho. Ser promovido e ocupar um cargo de chefia ex...

11/10/2018
União é condenada a indenizar militar reformado vítima de negligência no atendimento de plano de saúde da FAB
O Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF4) manteve a condenação da Un...

27/08/2018
Desembargadores e a diretora-geral do TRF4 são agraciados em cerimônia do Dia do Soldado
Dois desembargadores federais e a diretora-geral do Tribunal Regional Federal da 4ª Regiã...

Rua Otávio Francisco Caruso da Rocha, 300 - Bairro Praia de Belas - CEP 90010-395 - Porto Alegre (RS) - PABX (51) 3213 3000

Horário de atendimento ao público: das 13h às 18h

Endereços e Telefones


INSTITUCIONAL
Competência e
Organização
Composição das Turmas, Seções e Corte Especial
Conciliação
Corregedoria Regional
Desembargadores Federais
Escola da Magistratura
Gestão Ambiental
Intranet
Juizados Especiais
Federais

Juízes Federais e Substitutos
Organograma
Sessões de Julgamento
Transparência Pública
Varas Federais
SERVIÇOS JUDICIAIS
Autenticidade de Certidão
Autenticidade de Documentos
Certidão (Regional e Eleitoral)
Composição das Turmas, Seções e Corte Especial
Consulta Argüições de Inconstitucionalidade do TRF4
Consulta Jurisprudência da TRU4 e Turmas Recursais
Consulta Jurisprudência do TRF4
Pautas de Julgamentos
Plantão Judiciário
Processos Distribuídos/Redistribuídos
Sob Medida
Súmulas da TRU4
Súmulas das Turmas Recursais
Súmulas do TRF4
Sustentação Oral e outros agendamentos
CONCURSOS E ESTÁGIOS
Juízes
Servidores
Estágios
COMPRAS E LICITAÇÕES
Cadastro de fornecedores
Compras em andamento
Compras encerradas
Licitações aguardando abertura
Licitações em andamento
Contratos e demais instrumentos
Relatórios de Gestão Fiscal
NOTÍCIAS E PUBLICAÇÕES
Últimas notícias
Diário Eletrônico
Avisos
TRF4TV
Jornal do TRF4
Revista do TRF4
Boletim Jurídico
Revista de Doutrina
CONTATOS
Endereços e Telefones
Perguntas Frequentes
Twitter
TRF4 no Facebook
Ouvidoria
Acesso à informação pública
Transparência